Make your own free website on Tripod.com
JSD - Núcleo Litoral do Porto
Início
Próximas actividades
Notícias
Ser militante da JSD
O que é o Núcleo Litoral do Porto da JSD?
Quem somos
Autarcas da JSD
Contacta-nos
Votações (NOVO)
Links
Ciclo de Conferências-Debate
Textos e documentos
Humor :)
Jogos
As Vacas

Há relativamente poucos anos, Portugal, tal como outros países da EU, viveu o início de uma crise pecuária com contornos nunca antes vistos. O fenómeno criado pela descoberta da BSE (vulgarmente chamada de doença das vacas loucas) originou que, de um dia para o outro, todo o País entrasse em transe e deixasse de consumir a habitual carne de vaca e seus derivados. Tudo isto na defesa da saúde pública.

 

Hoje em dia, vivemos novamente uma crise relacionada com as (tão simpáticas) vacas. Depois de anos de vacas gordas, Portugal vê-se agora perante uma realidade de vacas magras. Todos sabemos diagnosticar com grande confiança o motivo fundamental para a magreza das vacas: a alimentação. Alimentarmo-nos bem e de forma saudável é algo que não está ao alcance de todos (logo a começar por mim que ando com uns quilitos a mais). Na perspectiva dietética da questão, coloca-se uma interrogação absolutamente necessária à continuação da exploração desta matéria: Mas quem é que não deu de comer às vacas?

 

Pois bem, após 1986 e durante vários anos, os fundos comunitários de apoio à economia portuguesa (a ração?) foram abundantes e disponibilizados de forma pouco habitual para muitos (as vacas?).

Por incrível que pareça, as vacas foram muito (e) bem alimentadas ao longo de todo este tempo. Surge então um novo fenómeno: Embora sejam alimentadas (muito e bem) as vacas perdem peso!

 

É então que académicos e especialistas científicos têm que investigar! Nasceu uma nova doença. Postas de lado as hipóteses de excessiva actividade desportiva, profissional e/ou sexual das vacas, não são encontradas explicações razoáveis para o sucedido.

 

Em nome da saúde pública portuguesa, exige-se dos responsáveis respectivos do país que sejam diligentes e consequentes na identificação de tão peculiar fenómeno. Como contributo, deixo aqui uma ideia: estudar os casos de “engorda anormal” das vacas irlandesas... É que na Irlanda o fenómeno é o inverso. E, por exemplo, até pode estar relacionado...

Pedro Salvador

06/01/2004

Enter supporting content here